O que é a esquerda?

11:54

Há muito debate sobre o que é ser de esquerda, mas para mim não é preciso ir longe. Há um padrão essencialista que define um "esquerdista": ele tem um plano para salvar a humanidade e quer que você e todo mundo deem a ele o controle absoluto da sua vida para a mudança acontecer.

Aí fica fácil definir um direitista. Pois direitista é quem não é esquerdista. Não existe uma pauta comum na direita, o que não a livra de ser, também, idiota. É que o objetivo geral dos direitistas é simplesmente não ser de esquerda mesmo.

Mas se não há nada essencial que me una a outro direitista, por que eu deveria ser chamado de “direitista”? Não sei. Por isso que, para mim, no fundo a verdadeira oposição é: esquerdistas x pessoas normais.


Por que a esquerda diz ser a salvação do mundo

O esquerdista é um idealista. E um ser humano idealista é definido por: (1) ter um plano; e (2) não conhecer a capacidade humana de estragar planos. Ele não sabe que os homens são imperfeitos, por ser perfeito, obviamente. Portanto, não faz ideia de que a perfeição jamais surgirá de um conjunto de imperfeições.

Mas não adianta utilizar a lógica com estas almas; elas criaram uma própria.

Apesar de ignorar o funcionamento do mundo concreto, o esquerdista pensa ser o médico da sociedade. E para entender seu método terapêutico, pense que os remédios metafísicos que ele cria para a humanidade são em forma de supositório, os quais ele ardentemente deseja enfiar na sua bunda.


Por que as ideias da esquerda não funcionam?


De dentro do seu gabinete, o idealista elaborou um plano para curar a espécie humana. Tudo saiu da sua maravilhosa cachola. Mas as ideias quando saem da mente e vão para o mundo se misturam a outras ideias idiotas e se tornam um ornitorrinco ideológico.

Parece óbvio, mas se o esquerdista assumir isso, não poderá mandar em você.


Por que o esquerdista quer lhe dominar


O esquerdista acha que você mau. Acha você não raciocina, que age puramente por preconceito, pois há uma força invisível e determinista, à qual todos estamos submetidos, que nos força a ter as “opiniões de classe” que temos. O homem não pensa; sua cor ou sua conta bancária pensam por ele.

Resumindo: o esquerdista acha que você é o problema desse mundo.

Ele é a salvação, claro.


O que, de fato, motiva a revolução

Alguns esquerdistas afirmam - e outros até acreditam - que o mundo é ruim, triste e mau porque não há dinheiro suficiente para todo mundo. Só haverá felicidade quando houver dinheiro. Sabe como é, né? O problema é a ganância de quem só pensa em dinheiro.

Ao contrário dos capitalistas, eles não pensam tanto em grana assim. Não, senhor. Pra falar a verdade, só quando precisam fazer a revolução, que… bem, demanda muito dinheiro, sabe... O problema, infelizmente, é que pensam em revolução só 24 horas por dia. E os fuzis Kalashnikov são caros, poxa!

O que motiva o teatro a revolução, portanto, é o lucro. Lucro do bem, é claro.


Quem financia a esquerda

Apesar do esquerdista viver denunciando as maldades da família tradicional, ele ama receber um dinheirinho de famílias tradicionalíssimas através de suas fundações. Por que os financiam? Pense: se você quisesse que tudo viesse abaixo para poder ditar as novas regras, não financiaria o povo que tem as ideias mais idiotas?

Desde a Revolução Francesa, capitalismo e socialismo dominaram o pensamento político e econômico. E a história provou que elite sábia não negligenciar nenhum lado. Afinal, investir no socialismo é a maneira mais rápida de se tornar um grande capitalista.


Tradição filosófica da burrice

O esquerdista cumpre uma longa tradição de pensamentos idiotas. Ele assume a ideia iluminista da razão fodona, segundo a qual o homem pode se emancipar de Deus usando a própria mente. Ao mesmo tempo, jura que sua mente não é sua, já que você é dominado por uma “superestrutura” de pensamento que faz você pensar o que pensa.

O esquerdista é materialista. Ele acredita que não há uma dimensão fora deste mundo, onde vivem Deus, Jesus, os Santos e outras coisas belas. O mundo é só isso mesmo. E o ser humano é um animal como outro qualquer em constante evolução. Ao mesmo tempo, jura que tem a fórmula para o mundo perfeito, ideal, acabado, e que vai aplicá-lo, acelerando a evolução que, até então, estava fora do nosso domínio.


A imagem para o esquerdista


Esquerdista é um autofágico. Ele se ama e até está grávido de si mesmo. Não consegue conceber como existe uma pessoa tão inteligente e preocupada com os problemas como ele. É, realmente, uma dádiva da matéria.

Isto é percebido na forma como lida com os problemas da sociedade. Uma pessoa normal costuma tratar dos desafios mais complexos e urgentes antes. Mas para quem se casou com a vaidade, o importante mesmo é parecer um "solucionador de problemas".

Em suma, para o esquerdista, o importante é parecer bom e preocupado.


Como alguém contrai esquerdismo

Primeiro você se vê frustrado e acha que você deveria estar satisfeito. Em seguida, acredita que sua agonia é a agonia do mundo, e entende que tudo deve ser mudado para que você se satisfaça, pois assim o mundo estaria satisfeito. Depois você vota no PT.

A importância da coletividade para o esquerdista

O esquerdista tem uma forte união com os correligionários. São eles que lhe dão sustentação para sua ação. Nós sabemos que estamos certos graças a um princípio de verossimilhança da inteligência que nos permite olhar para o mundo, analisar, comparar e tirar uma conclusão. Mas o esquerdista tem certeza do que está certo porque as pessoas que ele admira pensam como ele.

Se um amigo ou familiar seu contraiu esquerdismo, não utilize argumentações porque elas falham. Você não convence frequentadores de seitas pela lógica. Sectários são convencidos da "verdade" pelo coletivo. 


Portanto, como a fé no coletivo se tornou ideologia, o remédio é o isolamento. Sem camaradas por perto, não há a quem exibir a falsa bondade.


Você não é maravilhoso

O fato de você ter tido muitas opiniões no passado e ter amado todas elas enquanto as teve deveria lhe barrar de se achar incrível por supostamente saber, hoje, a fórmula para consertar o mundo. Porém, esta fórmula não funciona com os portadores de esquerdismo.

O esquerdista sempre acha que está na crista da vanguarda; que apenas ele e sua mente genial pensaram mais coisas inteligentíssimas, produziram mais pensamentos maravilhosos e criaram mais soluções lindas e tesudas do que bilhões de seres humanos ao longo da história.

Ou seja, são supra-humanos dignos de veneração.




Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.